A bomba de hidrogênio

Resultado de imagem para bomba de hidrogenio

Antes de saber o que é uma bomba de hidrogênio, você precisa se informar sobre a diferença entre fusão nuclear e fissão nuclear.

Na bomba de fissão, nêutrons são disparados contra núcleos de átomos de urânio ou de plutônio, ocasionando uma reação em cadeia. Fissão nuclear significa quebra do núcleo atômico, ou seja, o nêutron lançado proporciona uma divisão do átomo de Urânio. Essa técnica foi utilizada para fabricar as bombas atômicas disparadas em Hiroshima e Nagasaki.

Resultado de imagem para bomba de hidrogenio

Já a bomba de fusão foi ideia do físico Edward Teller, um dispositivo que opera forçando a fusão do deutério (H2) e do trítio (H3) - isótopos do hidrogênio. A explosão resultante é muito mais forte do que a resultante da fissão nuclear.

Fusão Nuclear significa junção, união de dois ou mais núcleos atômicos leves, originando um núcleo atômico mais pesado e uma grande quantidade de energia. A bomba atômica ativada por este princípio ficou conhecida como bomba de fusão termonuclear ou bomba de hidrogênio.

Entendeu a diferença? Na fissão nuclear, átomos se “quebram” liberando grande quantidade de energia, na fusão nuclear acontece exatamente o contrário, os átomos se "unem" para liberar energia.
A energia liberada durante a explosão é calculada pela equação E = mc2, onde c é a velocidade da luz e m é a variação da massa nuclear que se transforma em energia.

Em novembro de 1952, os EUA realizaram o teste com a primeira bomba de hidrogênio da História, em um local afastado da população (atol de Enewetak, nas ilhas Marshall). A potência da explosão foi comparada a 10 milhões de toneladas de TNT, a energia liberada pela bomba foi 700 vezes maior que a da bomba de fissão detonada sobre Hiroshima.

E os estragos causados pela detonação se resumem em uma só frase: a ilha desapareceu! No local da explosão restou apenas uma vasta cratera. Isto comprovou que o dispositivo seria suficiente para detonar qualquer grande cidade.
0